Editora Diálogos

Letramento literário de (re)existência: práticas e debates

  • Sinopse
  • Sobre os organizadores
  • Como citar
  • Sumário
De abordagens metodológicas a relatos de experiência, esta obra reúne textos que partem de algum tipo de “letramento reexistencial” como um caminho para debater e pôr em prática questões contemporâneas intra e extraliterárias, as quais afetam o modo de ver e fazer literatura atualmente. Consideramos o pressuposto de Souza (2009), que elenca a necessidade de questionar as práticas sociais de letramento legitimadas e buscar formas de reexistir ante uma sociedade racista - que nega, invisibiliza e exclui diversos grupos e sujeitos sociais. Diante disso, a difusão, o consumo e aproximação com as diversas manifestações literárias de autores de grupos historicamente minorizados (indígenas, afro-brasileiros, imigrantes, mulheres, LBGTQIA+, entre outros) pode se tornar um viés de reexistência, (re)ssignificação e valorização destas literaturas e, por conseguinte, um olhar mais humano a essas populações. Os textos deste livro procuram abordar uma reflexão acerca do que é literatura e qual o seu papel nessa sociedade capitalista, machista e racista, debruçando-se sobre a necessidade de diálogo com outras literaturas que vão mais além do cânone literário e que descentralizem o eixo da leitura literária a partir de outras vivências. Desejamos que o letramento literário de reexistência contribua para que as produções literárias de reexistência e suas literaturas tidas como “periféricas” assumam um lugar que é seu por direito. Significa dizer que nosso objetivo será alcançado quando o letramento literário de reexistência transcender as práticas e/ou debates aqui apresentados, acerca da literatura, que para Candido (1988, p. 176) “humaniza em sentido profundo, porque faz viver”.

Sônia Cristina Poltronieri Mendonça
Doutora em Letras pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Licenciada em Letras: Língua espanhola e literaturas em língua espanhola, Universidade Federal de Santa Catarina.

Lucas Evangelista Saraiva Araújo
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Letras, Estudos Literários, da Universidade Federal do Piauí. Licenciado em Letras: Língua portuguesa e língua inglesa e literatura em ambas as línguas.

Rogério Back
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Letras, Estudos Linguísticos, da Universidade Federal do Paraná, bolsista Capes/Proex. Licenciado em Letras: Língua espanhola e literaturas em língua espanhola, Universidade Federal de Santa Catarina.



MENDONÇA. S. C. P.; ARAÚJO, L. E. S.; BACK, R. (orgs.). Letramento literário de (re)existência. Tutóia/MA: Diálogos, 2021.https://doi.org/10.52788/9786589932161



Letramento literário de reexistência na periferia de Fortaleza: cartografia do Programa Viva a Palavra e de Bibliotecas Comunitárias
Vanusa Benício Lopes
Claudiana Nogueira de Alencar
DOI: 10.52788/9786589932161.1-1

Gênero e literatura na América Latina: estudo de mulheres de olhos grandes, de Ángeles Mastretta
Julia Danielle dos Santos
Odair José Silva dos Santos
10.52788/9786589932161.1-2

Felicidade Clandestina: literatura e relações de poder
Jackson José Pagani
Marco Antonio Hruschka Teles
DOI: 10.52788/9786589932161.1-3

Os discursos literários como ferramenta social: uma análise de recortes harry potterianos de J.K. Rowling
José Lucas do Nascimento Barbosa
Rosilda Maria Araújo Silva dos Santos
DOI: 10.52788/9786589932161.1-4

Projeto literatura e diversidade sexual: letramento e diversidade
Roberto Muniz Dias
DOI: 10.52788/9786589932161.1-5

Escrita feminina afro-brasileira e a memória negra em Úrsula, de Maria Firmina dos Reis: uma leitura em função do letramento literário
Marcos Antônio Fernandes dos Santos
DOI: 10.52788/9786589932161.1-6

O destino trágico de personagens femininas na literatura brasileira contemporânea
Ana Paula Gonçalves de Oliveira
DOI: 10.52788/9786589932161.1-7

A Literatura de Cordel como resistência: um olhar sobre os anos finais do ensino fundamental
Mikaelly Keila Pereira da Silva
DOI: 10.52788/9786589932161.1-8

(Res)significando as literaturas e as identidades da mulher indígena na literatura de Sol Ceh Moo
Rogério Back
Lucas Evangelista Saraiva Araújo
Sônia Cristina Poltronieri Mendonça
DOI: 10.52788/9786589932161.1-9

Repensando a sala de aula: Solano Trindade, o rap, o resgate da identidade afrodescendente e a poesia como arma libertadora
Vera Horn
DOI: 10.52788/9786589932161.1-10

Seu cabelo rosa não é problema para mim; o seu azul tampouco me é, por que hão de ser para os outros? Identidade e diferença na narrativa juvenil Dois garotos se beijando (2015), de David Levithan
Yuri Pereira de Amorim
Silvana Augusta Barbosa Carrijo
DOI: 10.52788/9786589932161.1-11

Letramento literário: a formação do leitor literário a partir da quebra de velhas práticas
Dirlenvalder do Nascimento Loyolla
Júlio Luís Assunção Vasconcelos
DOI: 10.52788/9786589932161.1-12

Posfácio - Por que falar das literaturas de reexistência?
Marcel Alvaro de Amorim
DOI: 10.52788/9786589932161.1-13

ISBN: 978-65-89932-16-1

|

×

Olá!

Selecione abaixo um de nossos colaboradores para iniciar o atendimento

×