Editora Diálogos

Produção de textos e ensino de línguas: contribuições da linguística aplicada

As discussões sobre a produção de textos na escola e na universidade têm sido frequentes na área da Linguística Aplicada. Dentre os fatores que contribuem para essa constante busca de novos significados sociais para o ensino, a aprendizagem e a formação de professores para o trabalho com a escrita na sala de aula está o papel político da Linguística Aplicada em construir, numa perspectiva processual, encaminhamentos que possam conduzir sujeitos à reflexão, visando ao aperfeiçoamento de suas diferentes práticas em contextos diversos. Tal fator permite considerar a relevância desta obra, que engloba olhares para os processos de produção de textos a partir de perspectivas teóricas que compactuam com uma visão social de língua, linguagem e ensino, para a ampliação de estudos e pesquisas sobre as práticas de sala de aula nos mais variados níveis de ensino. Dessa maneira, os 16 (dezesseis) capítulos que compõem a coletânea não se limitam ao ensino e à aprendizagem de uma só língua nem de um só nível de formação escolar ou acadêmica. A singularidade dos acontecimentos sociais permite um diálogo rico e denso, como o que objetivamos propor com esta organização.

Selma Silva Bezerra
Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Alagoas (2008), mestrado em Letras e Lingüística pela Universidade Federal de Alagoas (2011) e doutorado em Programa de Pós-Graduação em Letras e Lingüística pela Universidade Federal de Alagoas (2019). Atualmente, é professora de língua inglesa do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) e integrante do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas, no Campus Penedo. Ministra a disciplina de Pragmática e ensino de línguas, no curso de especialização em Práticas de Linguagem, no Campus Murici. Além disso, é uma das gerentes da Educte - Revista Ciêntifica do IFAL, ISSN 2238-9849. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Línguas Estrangeiras Modernas, atuando principalmente nos seguintes temas: autoetnografia, letramentos críticos e decolonialidade.

Silvio Nunes da Silva Júnior
Doutor e mestre em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística e Literatura da Universidade Federal de Alagoas (PPGLL/UFAL), especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, pela Universidade Cândido Mendes (UCAM), em Linguagens e Educação a Distância, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Formação em Educação a Distância, pela Universidade Paulista (UNIP), e em Gestão Escolar (Administração, Supervisão, Orientação e Inspeção), pela Faculdade da Região Serrana (FARESE). É licenciado em Letras/Português e Literaturas, pela Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), em Pedagogia, pela Faculdade IBRA de Brasília (FABRAS), e em Artes, pelo Centro Universitário FAVENI (UNIFAVENI). Realiza estágio pós-doutoral no Programa de Pós-graduação em Educação, Culturas e Territórios Semiáridos, com ênfase em Formação de Professores, na Universidade do Estado da Bahia (PPGESA/UNEB). É professor efetivo da Secretaria Municipal de Educação de Palmeira dos Índios/AL. Atua, também, como professor Substituto de Linguística da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Alagoas (FALE/UFAL) e do curso de Letras da Universidade de Pernambuco (UPE/Garanhuns). Pesquisador do Grupo de Estudos Discurso, Ensino e Aprendizagem de Línguas e Literaturas (GEDEALL/CNPq/UFAL), estando vinculado ao projeto: Vivências de professores/as de línguas responsivos/as e responsáveis. É um dos líderes do Grupo de Estudo das Narrativas Alagoanas (GENA/CNPq/UNEAL). Concentra suas pesquisas na área de estudos da Linguística Aplicada, articulando-a aos pressupostos teórico-metodológicos da Análise Dialógica do Discurso, com ênfase nos seguintes temas: ensino e aprendizagem de língua portuguesa, formação/vivências de professores, responsividade, interligação de enunciados orais e escritos e discursos sobre/em problemáticas sociais diversas.

Geison Araujo Silva
Mestrando em Linguística (ênfase em Linguística Aplicada) no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura da Universidade Federal de Alagoas (PPGLL/UFAL). É Pesquisador Bolsista FAPEAL/CAPES. Graduado em Letras Português pela Universidade Estadual do Piauí (2018). Foi bolsista no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) - subprojeto Letras do Delta. É Membro do Grupo de Estudos Discurso, Ensino e Aprendizagem de Línguas e Literaturas - GEDEALL (CNPq/UFAL). Tem interesse por estudos em Linguística Aplicada, notadamente relacionados à formação de professores de língua; discurso de ódio e mídias sociais; interfaces entre linguagem, gênero e identidade; estudos bakhtianos.



BEZERRA, S. S.; SILVA JÚNIOR, S. N.; SILVA, G. S. Produção de textos e ensino de línguas: contribuições da linguística aplicada. Tutóia/MA: Diálogos, 2021.https://doi.org/10.52788/9786599282492





Capítulo 1 - Produção de textos e autonomia relativa de licenciandos em Letras:a sala de aula como arena responsiva
Silvio Nunes da Silva Júnior

Capítulo 2 - A formação de alunos críticos e reflexivos a partir da Pedagogia do Sarau: espaços, leituras e construções
Ricardo Ferreira de Sousa

Capítulo 3 - A prática da produção textual: contribuições e implicações sob a perspectiva de uma pesquisa do tipo Estado da arte
Wilzelaine Aparecida Hanke

Capítulo 4 - Produção textual, gênero e ensino: implicações sociais e educacionais
Khatia Maria Barros Leite

Capítulo 5 - Reflexos dialógicos do letramento escolar na produção textual de estudantes universitários
Andre Cordeiro dos Santos
Lúcia de Fátima Santos
Manuel Álvaro Soares dos Santos

Capítulo 6 - A argumentação em textos dissertativos, redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a partir do uso de figuras de linguagem
Emanuelly Nascimento Gomes
Francisco Renato Lima

Capítulo 7 - A entrevista de especialista e o desenvolvimento das capacidades linguageiras: um relato de experiência
Juliana Fioroto
Joseane Brito Martins Nascimento
Kelli Mileni Voltero

Capítulo 8 - Percursos de produção escrita do gênero notícia no apostilado do Estado de São Paulo
Debora Mariana Ribeiro

Capítulo 9 - Educação do/no campo: estudos sobre as práticas de produção textual dos alunos
André Luiz da Silva
Priscila Maila da Silva

Capítulo 10 - Reflexões sobre a concepção de escrita dos documentos curriculares de ensino de português em Portugal (2014-2018)
Rosângela Oliveira Cruz Pimenta

Capítulo 11 - A construção dos sentidos nas produções de estudantes de língua inglesa de comunidades de Maceió
Selma Silva Bezerra

Capítulo 12 - A produção escrita em tempos de Covid-19: experiências e desafios no contexto da formação inicial de professores de Letras/Espanhol
Flávia Colen Meniconi

Capítulo 13 - A tradução como produção escrita na aula de língua estrangeira: uma experiência no curso de graduação de Letras com Língua Francesa da UEFS
Priscilla Barbosa de Oliveira Melo

Capítulo 14 - Analisando a produção textual de alunos para a prova de escrita integrada do TOEFL-IBT
Anderson Alves De Souza
Suênia Valéria Oliveira Câmara

Capítulo 15 - Textos jornalísticos - uma prática pedagógica como inovação no currículo no ensino da língua espanhola no IFRO – campus Jaru
Andreia Correia de Souza
Osvaldo Homero Garcia Cordero

Capítulo 16 - Géneros discursivos y enseñanza de idiomas: entre las creencias de los profesores y las prácticas de literacidad de los estudiantes
Lucineudo Machado Irineu
Tatiana Lourenço de Carvalho

Start typing to see products you are looking for.
×

Olá!

Selecione abaixo um de nossos colaboradores para iniciar o atendimento

×